Material de Apoio

                             

 

PRODEFDE

(Programa de Desenvolvimento da Educação Física e do Desporto Escolar no 1º Ciclo do Ensino Básico)

 

     Constitui o quadro conceptual de um modelo integrado de optimização dos recursos humanos, da oferta de formação e da melhoria dos espaços e materiais, visando a consolidação da intervenção no 1º CEB na área da EEFM, de acordo com o modelo da monodocência apoiada.

     O PRODEFDE, estabelece o conjunto de medidas facilitadoras do percurso a realizar, de modo a garantir as condições para que todas as crianças do 1º CEB, possam ter pelo menos, 2 vezes por semana, sessões de EEFM (45 minutos cada), orientadas pelo seu professor, na sua escola e de acordo com os competências programáticos desta área disciplinar.

                     Aqui podes consultar:

                                        – PRODEFDE

                                        – Competências Básicas por Bloco

 

PSICOMOTRICIDADE

“A Psicomotricidade existe nos menores gestos e em todas as atividades que desenvolve a motricidade da criança, visando ao conhecimento e ao domínio do seu próprio corpo. Por isso dizemos que a mesma é um fator essencial e indispensável ao desenvolvimento global e uniforme da criança. A estrutura da Educação Psicomotora é a base fundamental para o processo intelectivo e de aprendizagem da criança. O desenvolvimento evolui do geral para o específico; quando uma criança apresenta dificuldades de aprendizagem, o fundo do problema, em grande parte, está no nível das bases do desenvolvimento psicomotor.”

Luciene Rochael

Vídeos interessantes sobre Psicomotricidade:

 

DESPORTO ADAPTADO

          O desporto adaptado, ou definido como o desporto modificado ou criado para pessoas portadoras de deficiências, tem adquirido nos últimos tempos cada vez mais importância.

          Mas, afinal, quem são essas pessoas portadoras de deficiências? Uma mulher um pouco mais gorda, um sujeito baixinho, uma pessoa que usa óculos, será que elas se encaixam nesse grupo?

          Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pessoas portadoras de deficiências são aquelas que, por alguma condição motora, sensorial ou mental, vêem-se limitadas de viver plenamente.

          Dessa forma, quem usa óculos, é gordo ou baixinho, não será considerado portador de deficiência já que, de forma geral, consegue ter uma vida dentro dos padrões de normalidade. Obviamente, devemos lembrar que a “normalidade” é algo que varia muito de sociedade, época e cultura.

          Assim, o desporto adaptado procura chegar principalmente junto de portadores de deficiências visuais, auditivas, mentais e motoras, desde que estes sejam realmente limitados para participar em actividades desportivas convencionais. O desporto adaptado pode ser criado ou apenas modificado para atender as pessoas portadoras de deficiência. Como exemplo de modalidades desportivas modificadas, teríamos o ténis em cadeira de rodas, a natação para cegos, o futebol para surdos, o basquetebol em cadeira de rodas, o atletismo para deficientes mentais. Já como modalidades criadas especialmente para pessoas portadoras de deficiência poderíamos citar o golbol (desporto com bola para cegos) e boccia para paralisados cerebrais.

Paula Guelho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: